sábado, 20 de abril de 2013

Tento encontrar respostas no vazio das minhas perguntas na esperança que algo mude na minha perspectiva acerca do rumo da ignorância humana. Quem somos nós para tirar a dignidade das pessoas à nossa volta? Merecemos questionar o porquê da nossa existência? Ou simplesmente continuar a desprezar as maneiras mais simples de existir? Não encontro o caminho certo para iniciar a minha longa caminhada... Ás vezes penso como é que o "concreto" tenta encontrar explicações no "abstracto" mesmo sabendo que serão apenas temporárias que saciarão a nossa "sede insaciável" dos porquês...   

Sem comentários: