sábado, 8 de dezembro de 2012

Por momentos voltem a cair, senti-me fútil e frágil sem saber de novo como tirar os pensamentos ruins da minha mente. Há certas sensações que nunca se irão embora, simplesmente camuflamos a dor da sua ausência e acabamos por pôr camadas e camadas de "cimento" sobre eles.
É triste pensar que mesmo daqui a 10, 20, 30 ou 50 anos eu olhe para trás e continue a pensar do que poderia ter feito através do meu estado irrepreensível de apoderar-me do meu sentimento por ti e continuar a caminhar na expectativa de que todas as correntes iriam a meu favor. Mas enganei-me e iludir-me com esperanças mortas de falsas esperas e realizações só iria fazer de mim uma pessoa mais cética em relação à falta de honestidade e amor entre nós.

10 comentários:

Ana disse...

Espero que não voltes a sentir-te assim tão cedo

Ana disse...

Obrigada Sara. Preferia que não te identificasses, assim era sinónimo que estavas bem :)

Cláudia Ribeiro * disse...

Gostei muito ** Sigo-te :)

Carina Sofia Salgado disse...

a sério que gostaste mesmo? Obrigada a sério :))

Cláudia Ribeiro * disse...

Não tens de quê. E, obrigada por gostares e seguires :)

Patricia Laranjeira disse...

também acho, é uma frase de génio!

Cláudia Ribeiro * disse...

Tão querida :)

Joana disse...

Obrigada? Não percebi o teu comentário no meu blog.... Mas o teu post estava mesmo fixe!

Ana disse...

Espero que sim ;)

Vanessa Silva disse...

Obrigado :D
Gosto do blog :*