sábado, 14 de janeiro de 2012


A falsidade das pessoas é surpreendente, incansável e infindável. Fazem-se de amigas e espetam com as maiores mentiras e nunca se cansam de gozar com a cara das pessoas mais inocentes que eram capazes de fazer tudo para que estas fossem felizes. São capazes de iludir e fazer acreditar que gostam mesmo de nós e ainda têm o maior descaramento de falar como se nada fosse. 
Incrível é ver que lido dia-a-dia com essas pessoas e fecho os olhos a tanto mal que já me fizeram, na esperança que mudem de atitude perante mim e qual a recompensa?

Nenhuma, a não ser sempre a decepção e o esgotamento do sentimento...

Um dia muitas pessoas vão perceber que elas é que estão a ser gozadas por não saberem que tenho a perfeita consciência da sua falta de carácter.
A paciência e o afecto vão-se escasseando e o que mais me questiono é, o que me faz ter esta atitude de tolerar tanto. Mas com o tempo vou ganhando coragem para fazer o que já devia ter feito!
  




Sem comentários: