quinta-feira, 6 de outubro de 2011


Ás vezes gostava de revirar o meu mundo de pernas para o ar para ver as coisas tal e qual como são, em vez de estar sempre a inventar desculpas só para não sair ainda mais magoada.

1 comentário:

Hugo Nofx disse...

Temos que fazer o pino muitas vezes e mesmo assim o mundo continua incompreensível.